Gas trends: o que prevemos para 2022?

Débora

Débora Macedo

17/12/2021

Gas trends: o que prevemos para 2022?

Já estamos cansados de ouvir isso, mas, de fato, a pandemia acabou impactando nossas vidas em diferentes formas: no modo de nos vestirmos, no que comemos, nas músicas que ouvimos, nos filmes que assistimos e, é claro, no conteúdo que consumimos. 

Passamos a navegar mais tempo na internet e, especialmente, nas redes sociais. Com isso, as expectativas do público foram mudando e, consequentemente, a forma de produzir conteúdo e se comunicar com as pessoas também. 

E se em 2021 o marketing digital foi revolucionário (aqui na Gas, vivemos isso na pele), imagina só o que nos espera em 2022. Quem trabalha na área, assim como nós, deve estar sempre à frente e antenado a tudo o que dita as tendências. 

Dessa forma, conseguimos impactar o público de forma mais efetiva e criar campanhas de sucesso, atendendo às expectativas de quem consome os conteúdos que produzimos por aqui para nossos clientes. 

E pensando nisso, nossa equipe listou algumas das principais tendências de marketing digital e design gráfico que devem bombar em 2022. Quer saber de tudo? Então olha só:

1. O monitoramento mais intensivo é uma realidade – Luiz Sthevam, analista de mídia 

Acompanhar a jornada do usuário desde a pesquisa até o pós-venda: essa é a grande pegada do monitoramento intensivo para 2022. Estar de olho nas métricas e tomar decisões assertivas por meio delas. Ferramentas de monitoramento e tags de rastreamento já estão e ficarão mais sofisticadas ainda, e precisamos estar atentos às informações nelas contidas. Uma proposta muito interessante é avaliar a experiência do cliente, a ferramenta omnichannel é um exemplo de como tornar essa ação mais significativa com o objetivo de tornar a experiência do usuário incrível. Enfim, estar atento a todo aspecto relacionado à movimentação do usuário e trazer significado para isso, refletindo em negócios concretizados, é a chave do monitoramento intensivo para 2022.

2. Lembre-se da produção de conteúdo profissionalizada – Letícia Borges, social media

Pelo que estamos acompanhando nos últimos tempos, uma das maiores tendências para o conteúdo em 2022 é a sofisticação cada vez maior dos recursos oferecidos pelas plataformas de redes sociais. 

Como visto nos últimos meses, tem uma richa aí rolando entre grandes plataformas, como Facebook, Instagram, TikTok e Youtube, por conta da audiência de vídeos mais curtos e publicações com formatos mais dinâmicos. E a consequência disso será uma produção de conteúdo para redes sociais cada vez mais profissionalizada, tanto no que diz respeito ao web design, quanto no que diz respeito ao copy. 

Devemos ficar atentos também porque as plataformas ficarão mais criteriosas com o conteúdo gerado pelos usuários e os algoritmos precisam ser cada vez mais compreendidos e explorados por nós, que produzimos os conteúdos. A gestão será cada vez mais técnica. 

3. Marketing de conteúdo é tudo! – Bruna Rafaela, redatora de conteúdo

Quem diria, né? O marketing de conteúdo vem ganhando cada vez mais espaço em diversos segmentos e mercados por aí. Isso porque associar um blog específico ao seu negócio funciona muito bem para alcançar clientes em potencial. 

Para otimizar ainda mais o alcance orgânico, aposte em um SEO forte. Essa Otimização de Sites para Ferramentas de Busca é uma das principais, se não a principal, estratégias de marketing, especialmente quando falamos em marketing de conteúdo. 

4. Seja dancinha ou não, o conteúdo em vídeo é uma tendência – Débora Macedo, redatora de conteúdo

Já há algum tempo que os conteúdos audiovisuais vêm sendo uma forte tendência para potencializar as taxas de conversão de campanhas dentro das redes sociais. Porém, em 2022, essa força deve ser ainda maior e o Instagram é a maior prova disso, afinal, passou a dar mais relevância ao conteúdo em vídeo, devido ao crescimento dos concorrentes (TikTok, Youtube, etc). Agora, o aplicativo mostra no próprio feed do usuário conteúdos audiovisuais de quem ele não segue e tem até mesmo uma aba só para a imersão em vídeos, assim como funciona o TikTok. Com isso, o usuário consegue navegar com mais facilidade por esse tipo de postagem e os produtores de conteúdo acabam atingindo um número muito maior de pessoas do que alcançariam com apenas uma foto. 

Além disso, botar a cara pra jogo é algo que ganhou força nos últimos tempos e que, cada vez mais, o público sente necessidade de encontrar quando abre as redes sociais. Publicações mais humanizadas, com um toque de realidade, com pessoas em carne e osso são fatores que aproximam a marca e o público-alvo. Por isso, a nossa dica é: perca a vergonha de aparecer para seus seguidores, faça vídeos, apareça nos stories e converse com eles (tudo isso de maneira muito profissional, claro). Isso com certeza será um diferencial para o seu negócio.

5. Os robôs no domínio do atendimento online – Arthur Donini, atendimento

Falar de atendimento através de bots pode ser um tanto quanto delicado, pois geralmente a primeira imagem que se vem à cabeça é de algo robotizado e engessado. Porém, lá se foi o tempo em que isso era uma realidade. Os canais de atendimento por bots estão cada vez mais humanizados através de técnicas de dublagem e inteligência artificial, o que permite um contato mais amigável com o cliente, além de otimizar a comunicação com soluções de dúvidas simples e personalização de questionamentos. O chatbot já é uma tendência em grandes marcas, como Magalu, Amaro, Bradesco, entre diversas outras, e em 2022 deve vir com ainda mais força!

6. Nada de “vozes da sua cabeça”: os dados são prioridades – Júlia Mussak, assistente de conteúdo

Em uma pesquisa realizada pela Salesforce entre maio e junho de 2021, em 37 países (incluindo o Brasil), foram entrevistados 8.200 profissionais de marketing. Muitos participantes, mais especificamente 80% deles, afirmaram que a pandemia trouxe mudanças consideráveis nas estratégias das marcas para alcançar o público e influenciou nas estratégias de engajamento digital também. 

Boa parte dos entrevistados (78%), concluiu que o engajamento do cliente já é orientado por dados, enquanto 83% acredita que a sua capacidade de atender às expectativas dos clientes depende de recursos digitais. 

Como as pessoas estão consumindo cada vez mais on-line, a tendência é que o número de fontes de dados usados pelos profissionais cresça em 75%, se comparado com 2020.

Sendo assim, quem trabalha com marketing terá de se reinventar diante das novas possibilidades, com atenção redobrada para as mudanças no mercado em 2022. 

7. Estratégias de engajamento serão indispensáveis. Mesmo! – Mariana Aldrigue, planejamento estratégico

Uma coisa que mudou severamente com a pandemia foi a percepção e a quase obrigatoriedade de entender quem é o público-alvo da marca ou do negócio em questão. O que antes já era visto como importante, se tornou essencial (quase coisa de vida ou morte). 

Sabendo disso, algumas coisas podem ajudar na conversa com esse público. Por exemplo, ninguém gosta do envio constante de mensagens que sejam repetitivas, a chance do consumidor ficar saturado é muito alta. Por isso, faz mais sentido entender o comportamento psicográfico de quem se deseja atingir, entregando uma mensagem mais certeira e menos generalista. Além disso, se mostrar aberto a feedbacks é uma estratégia que pode mostrar que o que o consumidor tem a falar importa. 

8. Fim dos biscoitinhos? – Bruna Rafaela, redatora de conteúdo

Os tão amados ou odiados cookies vão ter o seu fim! Isso não somos nós quem estamos falando, o Google já anunciou que no início de 2022 vai encerrar o rastreamento por cookies e isso, com certeza, impactará no marketing digital. Mas por quê? Conforme a implementação do LGPD, a privacidade do consumidor foi priorizada, e uma das tendências para o próximo ano vai ser as próprias empresas fazerem o seu sistema de coleta de dados de quem acessa o seu site. 

E o que pensamos sobre o Design Gráfico?

O design é uma área que também está em constante evolução, e aqui na Gas estamos sempre explorando o assunto para acompanhar as trends. Então, por que não compartilhar com vocês um pouco do que aprendemos por aqui? Dá uma olhada no que vai vir com força em 2022 dentro dessa área!

9. Adeus ano velho, feliz cor nova.  – Marjorie Dal’Negro, diretora de arte

Os envolvidos com o tema já sabem: a Cor do Ano, definida pela PANTONE, acabou de sair. E para uma tendência que afeta tanto não apenas nosso trabalho como publicitários, mas também o mundo da moda, decoração e design no geral, é importante sempre estar de olho e se manter atualizado no que os especialistas têm a dizer sobre o ano que vem aí.

Apenas relembrando, as Cores do Ano de 2021 (sim, duas) foram definidas como a Ultimate Gray (PANTONE 17-5104) e a Illuminating (PANTONE 13-0647) para representar o sentimento geral de esperança em uma virada de ano pandêmica. Segundo a própria Pantone, elas são “um casamento de cores transmitindo uma mensagem de força e esperança que é duradoura e edificante”.

Já para 2022, esse tema permanece no tom de violeta Very Peri (PANTONE 17-3938), seguindo a premissa de transformação e símbolo de novos tempos. Para a Pantone, a cor é uma mistura de azul floral dinâmico com um subtom de vermelho violeta vivificante, e “nos ajuda a abraçar uma paisagem alterada de possibilidades, abrindo-nos para uma nova visão enquanto reescrevemos nossas vidas”, o que faz muito sentido com esse novo momento de pós/durante/quase acabando pandemia. Porém, há quem diga (alooou, trending topics) que a cor é muito parecida com a Cor do Ano de 2018, Ultra Violet, gerando certa polêmica no assunto. 

10. E, por fim, o que esperar da tipografia? – João Victor Marchewski, diretor de arte

A cada ano, as tendências de fontes chegam com a promessa de novas maneiras de nos expressarmos. Porque mesmo a mensagem mais brilhante pode ser minada por uma apresentação sem sal. Novas abordagens à tipografia são o que dão personalidade às nossas palavras, então confira os estilos tipográficos que serão tendência no ano que está por vir:

Traços grossos

Seja em planos de fundo, em títulos ou em criação de identidades visuais, esse estilo tipográfico poderá ter uma crescente relativa em 2022.

Esse estilo tende a chamar bastante atenção e pode ser usado como principal elemento dentro de um layout. Além de dar ênfase ao texto, os traços grossos criam uma massa gráfica interessantíssima entre o espaço negativo, criando, assim, formas únicas.

Serifas experimentais

Inspiradas no movimento Arts and Crafts, que buscou enfatizar o processo artesanal em contraponto a produção mecânica introduzida pela Revolução Industrial, essas tipografias de bastante expressão, traços decorativos e barras contrastantes vêm ressurgindo há pouco tempo no mundo do Design Gráfico e será uma forte tendência para o próximo ano.  

Caligrafia

Tipografias possuem atributos inerentes que comunicam traços específicos, mas o estilo que mais transmite personalidade é a caligrafia. Os  rabiscos imperfeitos fazem mais do que evocar arquétipos genéricos de marca como “sofisticados” ou “modernos”, eles evocam a personalidade através de um trabalho artesanal e manual, estabelecendo uma conexão emocional e humana através do layout.

Circulares

Por tempos, essa classificação tipográfica foi muito aplicada em projetos de design infantil devido aos seus cantos arredondados e amigáveis. Mas para 2022, essas fontes circulares serão muito utilizadas em diversos projetos. Esse tipo de letra pode soar muito interessante, especialmente quando redimensionado e aplicado com várias cores brilhantes, a fim de dar energia e vida ao layout. 

Experimentais

Uma letra segue outra em uma sequência previsível, sem quebras, com um espaçamento aceitável e em caracteres fáceis de compreender. Essas são diretrizes padrão que caracterizam uma tipografia. Mas mesmo que estejamos condicionados a pensar que as palavras não seriam legíveis se compostas de maneira experimental, os designers de tipo enxergam esse paradigma como uma maneira de subestimar o leitor. Um bom caso para ilustrar, foi a repercussão que o Spotify Wrapped deste ano levantou ao utilizar tipografias extremamente comprimidas em um espaço limitado.

No próximo ano, portanto, iremos encontrar diversos projetos tipográficos disruptivos, que quebram convenções e constroem composições além dos limites da experimentação.

Realistas

Embora a escrita seja o principal veículo para contar histórias, os artefatos de nossas vidas cotidianas também contam a história de quem somos. Pensando nisso, muitos designers de tipo foram incorporando objetos físicos e texturas nas próprias letras. A ideia é criar letras que se sintam mais honestas, com uma clareza surpreendente e fotorrealista, além de criarem um efeito dimensional, não se limitando apenas ao estilo plano.

Pontiagudas

Essa tendência apresenta tipos com bordas cinzeladas, ângulos e formas oblíquas. Como essas fontes podem tirar proveito de formas tipográficas clássicas como serifas ou estilos itálicos, elas também remetem a gravuras. É ideal para proporcionar seriedade e é o casamento perfeito com marcas que buscam transmitir classe e tradicionalismo.

Curvas vintage

Todo ano ressuscita alguma tendência retrô, e para 2022 não será diferente. Então prepare sua vitrola, seu jeans boca de sino e seu All Star cano alto, pois no ano que vem, as tipografias curvadas dos anos 70 irão voltar com tudo. Esse estilo tipográfico alegre evoca um sentimento fantasioso e aventureiro com seus terminais acentuados. E tal como nos velhos tempos, o movimento das curvas correntes faz com que suas letras se sintam vivas, mesmo quando estão paradas.

Essas foram apenas algumas das principais tendências que a nossa equipe pensou para 2022, e é claro que já estamos começando a botar tudo isso em prática por aqui. Que tal colocar em prática tudo que citamos acima e dar uma nova cara para a sua marca também?

Se você curtiu este conteúdo, continue acompanhando a gente aqui pelo Blog da Gas e também pelo nosso Insta: @gasrocket. Em breve teremos muitas novidades 🙂

Débora
17/12/2021

Débora Macedo

CONTINUE LENDO...
Meu dia só começa depois do cafezinho, tem problema?

Meu dia só começa depois do cafezinho, tem problema?

O café é essencial na rotina da maioria das pessoas, seja para dar aquele gás de manhã, aquela despertada...

Júlia
Júlia Mussak
Publipost: o que deu e o que não deu certo

Publipost: o que deu e o que não deu certo

Temos uma quantidade gigantesca de influenciadores produzindo conteúdo por aí, seja ele bom ou ruim. Com isso, pudemos nos...

Débora
Débora Macedo
Mom Office

Mom Office

Como vivem, quando dormem, o que comem? Eu já começo esse texto com o meu filho, ou melhor, mini...

Bruna
Bruna Rafaela

Ao navegar neste site, você aceita os cookies que usamos para melhorar sua experiência. Mais informações.