publicado no dia 31.10.2018, por: Márcio Pioner

Eu amo fazer pão. Demorei uns 10 anos para fazer o primeiro e agora tenho feito um por semana.

O melhor de tudo isso, é que essa receita tem semelhanças com a publicidade e com profissões onde a criatividade é necessária.

Veja bem, muita gente não se acha criativa e/ou acha difícil ter ideias. Eu já sou mais da opinião de Picasso “A inspiração existe, mas tem que encontrar você trabalhando.”

Por isso, acredito que o processo criativo é como fazer pão.

Etapa 1 (identificação do problema)

Onde você define o que precisa fazer e como vai fazer. Pode ser fazer pão ou ter uma ideia para algum job ou algo específico.

Etapa 2 (preparação I)

A segunda etapa é a preparação, onde você busca informações para resolver o problema definido na etapa anterior. Por exemplo, no pão, você precisa saber o quanto precisa de cada ingrediente, qual a temperatura que a água precisa estar, onde você fará a sova etc. Nas ideias precisa fazer perguntas do tipo “quem, como, onde, por que”, analisando melhor o problema e as soluções que pode encontrar.

Etapa 3 (preparação II)

Agora chegou a hora dos ingredientes. No caso de ideias, os ingredientes são as referências. São todos os filmes e séries que assiste, livros que lê, jogos que joga, fotos que vê, convivência com as pessoas, viagens que faz e, principalmente, o dia a dia.

Depois você tem que juntar os ingredientes e essa parte o seu cérebro já faz automaticamente. Mesmo que você esqueça de algo, pode ter certeza que ele guardou lá em algum cantinho.

Aí começa a parte mais trabalhosa (a minha preferida), que é a sova. Aqui é onde você mistura todos os ingredientes, criando cadeias de glúten que ajudam o pão a crescer e ganhar estrutura.

No processo criativo, é quando você fica pensando e tentando ter ideias. As vezes parece que não vai sair nada. No pão é a mesma coisa, fica uma meleca, não desgruda da mão, ou fica seco demais, parece que não é um bom dia. Aí você acrescenta um pouquinho mais de ingrediente aqui, outro ali, sova mais um pouco e as coisas começam a sair.

Etapa 4 (incubação)

Consiste em se distanciar do problema, deixando seu inconsciente processar e gerar possíveis soluções. No pão, é onde você deixa a massa descansando, agindo sozinha e crescendo.

Etapa 5 (iluminação)

Tcharaaaaam! Aqui é onde a ideia surge ou no caso do pão, é a hora em que você vai ver a massa que deixou descansando e ela está bela, triplicou de tamanho, prontinha para a próxima etapa.

Etapa 6 (elaboração)

Depois que você tem a ideia é preciso colocá-la em prática, pois de nada adianta uma ideia parada na sua cabeça ou em um pedaço de papel. A mesma coisa acontece com o pão. Com a massa pronta, você deve colocá-la no forno ou ela nunca será um pão.

Etapa 7 (verificação)

Aqui é onde você vê se a ideia deu certo ou não. No caso do pão, é só pegar ele pronto, colocar manteiga, geleia ou o acompanhamento que preferir e partir pro abraço. 🙂


Quer fazer um pão artesanal gostoso e facinho? Então pega a receita:

Ingredientes (eu sempre faço metade dessas medidas porque não tenho um recipiente muito grande)

  • 1kg (7 + ¾ de xícaras) de farinha de trigo
  • 720ml (3 + ⅛ de xícaras) de água morna
  • 21g (1 colher de sopa + 1 colher de chá) de sal
  • 4g (1 colher de chá) de fermento biológico seco (instantâneo)

Preparo

  1. Coloque a farinha e a água em um recipiente grande.
  2. Adicione o sal e o fermento.
  3. Misture tudo (pegando a massa de baixo e trazendo para cima) até ficar bem homogêneo e incorporado (Dica: se depois de mexer muito, ainda continuar bastante grudento na mão, adicione um pouquinho de farinha. Se ficar muito seco, adicione mais um pouquinho de água).
  4. Cubra o recipiente e deixe a massa descansando por 30 minutos.
  5. Molhe a mão. Pegue uma porção da massa e dobre sobre o restante. Faça esse movimento umas 10 vezes, sem retirar do recipiente.
  6. Cubra o recipiente e deixe descansar mais 30 minutos.
  7. Repita os processos 5 e 6 mais umas 2, 3 vezes.
  8. Cubra o recipiente e deixe a massa crescer até triplicar de volume (de 4 a 5 horas).
  9. Polvilhe farinha em uma superfície de trabalho e despeje sobre a farinha a massa crescida.
  10. Aqui eu dobro a massa mais algumas vezes e a deixo moldada para o crescimento final.
  11. Deixe a massa crescer por 20 minutos. Depois, ligue o forno e pré-aqueça a 200ºC por 20 minutos (totalizando 40 minutos de crescimento da massa)
  12. Faça uns cortes de mais ou menos 1cm de profundidade no pão (ele ajuda no aumento de volume do pão durante o assamento).
  13. Leve ao forno e deixe assar por 30 a 40 minutos (dependendo da cor que você prefere para o pão).
  14. Depois de assado, retire o pão do forno e deixe esfriar.

Essa receita, eu tirei daqui https://malasepanelas.com/receita-de-pao-artesanal/