publicado no dia 17.08.2018, por: Kayo Chiumento

É um mistério, é um meme, é um conselho e eu vou te explicar tudo sobre essa mensagem aqui nesse post:

Por trás dessa frase épica existe um meme de peso da televisão brasileira. Eu vou além, esse meme carrega em sua essência uma grande mensagem que, apesar de parecer óbvia, é bastante ignorada milhões de vezes em um único dia, na internet e fora dela.

via GIPHY

 

Pra começar, se você ainda não o conhece, eu te ajudo:

Copiando e colando um texto que encontrei por aí:

O ET Bilú é uma suposta criatura humanoide com uma voz parecida com a de uma criança, de 1,40m de altura, que utiliza um reator em sua mão que o possibilita poder teletransportar-se, levitar, estar em vários lugares por meio de holografia e que pode falar qualquer língua humana do planeta Terra.

E depois da popularização com o fenômeno, ao ser exibido no programa “Conexão Repórter”, o jornalista Roberto Cabrini mostrou as imagens feitas por integrantes de um projeto chamado Projeto Portal (…)

MEU! Tudo bem que isso rolou lá pelos meados de 2009/2010 quando tinha muito mato em uma internet que ficava cada vez mais próxima da palma da sua mão, mas cara, um programa de TV, feito por jornalistas profissionais, compartilhou no horário nobre de domingo essa puta fake news! Pode isso Arnaldo?

Não pode, mas não dá pra criticar tanto, porque deixando de lado o fator sensacionalista do programa, nós (não jornalistas) também fazemos e muito.

No dia a dia recebemos tanta, mas taaaaaaanta informação a cada segundo (trabalhoestudotrânsitopropagandatelevisãonotíciasconversasredessociaiscelularmaistvlivroluztelamaistelamuitamuitamuitatelamúsicasombarulhovizinhochefeporteiroclienteemailetcetcetc…enfim coisa pra car@lh0), que acabamos nos tornando receptores dinâmicos de informação. Tipo dirigir no automático.

via GIPHY

Quantas vezes alguém te perguntou se você ficou sabendo que “tal coisa aconteceu” e você disse que sim! Mas na verdade você só leu rapidamente e não faz a menor ideia (de maneira mais aprofundada) do que seja, e por vezes acaba até repassando a informação independente da fonte. pois bem, isso é um viral e nem sempre são fatos reais.

Sei que não posso generalizar e não fazemos isso 24h por dia. As vezes nos aprofundamos sim no que nos interessamos, mas muita (MUUUUITA) gente não faz. São os leitores de título de notícia e por inúmeras vezes assuntos que não são 100% verdade acabam sendo viralizados. Tô falando de qualquer assunto mesmo, religião, política, família, desastres, negócios, etc, etc, etc, sejam assuntos contemporâneos ou não.

via GIPHY

Acabamos divulgando coisas que nem sequer tomamos consciência real de fatos sem perceber que isso por mais bobo que possa parecer, impacta em vidas. ISSO MESMO, EM VIDASIsso tá errado, por mais tosco que seja, o ET Bilú é quem está certo, antes de compartilhar QUALQUER coisa, busque se informar. Não estou falando só de compartilhamento online não, e nem só de notícias… to falando de história, de conhecimento… Leia livros, veja documentários, viaje… veja com seus próprios olhos, se aprofunde.

Encontrei uma matéria da Veja que diz que segundo um estudo realizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), as notícias falsas atingem um número muito maior de pessoas e se espalham beeeeem mais rápido do que notícias precisas. Essa descoberta rolou depois de analisarem mais de 126k de notícias contestáveis, transmitidas por mais de 3 milhões de usuários do Twitter por mais de 10 anos de avaliações.

Ora, não precisa ser nenhum xeroque rolmes (risos) aqui pra perceber o quão forte tem o impacto as Fake News que circulam na internet e isso acaba afetando até mesmo meios de comunicação que transmitem diariamente informações para o mundo.

Segundo aquela mesma matéria da Veja que citei ali em cima: uma pesquisa internacional, realizada em 28 países e publicada em janeiro deste ano, revelou que 63% dos entrevistados acreditam que uma pessoa comum não sabe distinguir o bom jornalismo das notícias falsas. Além disso, sete em cada dez pessoas temem o uso das notícias falsas como algum tipo de ‘arma’ para iniciar conflitos sociais.

via GIPHY

Ou seja…

“[…] busquem conhecimento. “ — BILÚ, et. 2009

(ou 2010, não procurei aprofundadamente, hehe)

ENTÃO, CARA! Como que vamos discordar dessas palavras tão sabias?

Até a eleição da maior potência mundial (os EUA, mai friendi) foi investigada por ter sido manipulada por Fake News. Isso significa que a parada é séria e a verdade é que não tem outro jeito. Ou criamos mais responsabilidade ao compartilharmos conteúdo (hoje somos emissores/receptores de info) ou sabe-se lá o quanto mais manipulável o mundo irá ficar.

Existem até algumas ferramentas pra verificar notícias falsas, em uma busca rápida encontrei esse site aqui que traz 6 maneiras.

Enfim, o que importa mesmo é repassarmos apenas conhecimento verdadeiro e da mesma forma, tentar absorver apenas conhecimento verdadeiro também. Se acostume a formular opiniões embasadas. Isso agrega muito, em todas as frentes da sua vida.

via GIPHY

Um pouquinho -OFF TOPIC-, mas queria aproveitar o post pra indicar meus 3 livros favoritos, que com certeza ajudam muito a embasar qualquer discussão e se você ler algum deles, me conta… Vou ficar felizão por ter motivado isso:

 

Nos vemos por aqui. Saudações terráqueas!

via GIPHY

 

Kayo Chiumento.

#GASRocket #workisbullshit #wannagoforaride?